5 de outubro de 2009

Naturismo Cristão: Pureza espiritual?

Amado irmão Márcio,

A minha dúvida é referente a matéria do dia 17/09/09, publicada no site "NOTÍCIASCRISTÃS.COM", que até deu acesso ao link do seu blog "Pergunte ao Presbítero" cujo blog adorei muito (sábio, interessante,bom senso, maduro, cristão, bíblico, moderno, direto) em suas respostas a irmãos.
Portanto, quanto ao Nudismo Secular ou Cristão, o que o irmão responde biblicamente é certo? pecado? ou a maldade está na cabeça das pessoas ou é conforme a palavra diz em Tito 1:15: "Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados." ou diz também em Gen 3: 10,11;Gen 9: 22,23; Ex.20:26; Lev. 18:7- 19; Ez. 16:36,37;Hb. 2:15; Rm 8:35; jó 1:21; Is. 20:2,3; Am.2:16
Então mediante a matéria e as passagens bíblicas apresentadas, qual é a resposta bíblica e cristã para tal ato/costume/movimento?

Fique na paz

Joel Rodrigues



Irmão Joel,

Paz e Graça estejam sendo derramadas sobre sua vida.

Querido irmão, fiquei feliz por ser um leitor do Notícias Cristãs e deste blog aqui também. Muito obrigado. E tenha a certeza que informações como a do irmão, dizendo ser leitor é muito impiortante para mim, para entendermos o alcance deste material que disponho na internet.
Quanto ao se questionamento é preciso analisar as várias posições acerca do fato de um cristão ser naturista.
No site Naturistas Cristãos, encontramos o seguinte texto:

"O Apóstolo Pedro costumava trabalhar nu. João 21:7 descreve a cena: Jesus ressurreto aparece aos seus discípulos, que estavam num barco, no mar de Tiberíades, pescando. "...e quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica, porque estava nu, e lançou-se ao mar" ao encontro de Jesus. Note a naturalidade com que o Apóstolo apresentava-se nu diante de seus companheiros de trabalho.
O profeta Isaías propõe a nudez como expressão de piedade. O profeta incita o povo ao arrependimento por diversos desvios. No verso 32:11 ele diz: "turbai-vos vós que estai tão seguras, despi-vos e ponde-vos nuas."
Por falar em Isaías, ele mesmo profetizou nu durante nada menos que três anos! Deus ordenaria que alguém comentesse um pecado? Em Isaías 20:2-3 lemos:
"Falou o Senhor, pelo mesmo tempo, pelo ministério de Isaías, filho de Amoz, dizendo: Vai, solta o cilício de teus lombos, e descalça os sapatos dos teus pés. E assim o fez, indo nu e descalço. Então disse o Senhor: Assim como o meuservo Isaías andou três anos nu e descalço, sinal e prodígio sobre o Egito e a Etiópia, (...)"
E o texto prossegue por todo o capítulo, contando a profecia sobre aquelas nações. Mas vejamos um ponto: O profeta, por ordem de Deus, esteve nu e descalço (o texto não adimite outra interpretação) durante nada menos que três anos! Como alguém pode afirmar que Deus condene a nudez social?
Em um de seus mais conhecidos sermões, Jesus declarou "o corpo é mais que o vestido" (Lucas 12:23) O contexto expressa a valorização sobre aquilo que somos, acima daquilo que temos.
Todo naturista sabe que a malícia não está na pele à mostra, mas na mente de quem vê. Este conceito, tão comum em nossa prática, é confirmado em Tito1:15, onde lemos que "todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis, antes seu entendimento (mente) e consciência estão contaminados". Jesus já havia dito antes que "A candeia (lâmpada) do corpo são os olhos, de sorte que se os teus olhos forem bons todo o teu corpo terá luz; se, porém os teus olhos forem maus o teu corpo será tenebroso" (Matheus 6:22 e 23). É o que o Apóstolo João chama de "concupiscência dos olhos" (I João 2:16).
Por fim, se cremos que a obra redentora do Cristo se completará num futuro áureo onde o Paraíso será restaurado ("E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, o filho do leão e a nédia ovelha viverão juntos, e um menino pequeno os guiará" Isaías 11:6), vale lembrar que o Homem, no paraíso, vivia nu e não se envergonhava..."


Já sob outro ponto de vista, a teologia do liberalismo cristão moderno ecoa escândalos e tropeços por onde passa. A busca excessiva pelas justificativas em textos bíblicos isolados, sem o contexto e com pretextos, o cristianismo moderno expressa o duvidoso sistemático e gera a seguinte pergunta : até aonde isso vai chegar?
O mundo passa a assimilar este conceito libertino de viver fé e cai na folia apostata, achando-se no direito do uso do logotipo “evangélico” e da marca “Jesus Cristo” para criar uma ideologia pessoal de adaptação, junto às mudanças sociais e culturais dos povos. Uma espécie de “Benção de Deus”, tornando santo aquilo que nunca foi, dentre eles alguns absurdos como: a homossexualidade, o aborto justificável, vícios e o erotismo entre outras questões imorais do século XXI.

O filósofo grego Heráclito (século sexto, antes de Cristo) dizia: "o laço que não se vê é mais forte que o laço que se vê". A presença e a influência do joio no meio do trigo tem uma longa história e foram denunciadas por Jesus desde Mateus 13.36-43.
Parodiando a máxima de Heráclito, poderíamos dizer que o processo em marcha que não se enxerga é mais perigoso que o processo em marcha que se enxerga.
São os processos da soberba, da pressão dos números, da mercantilização do sagrado, da secularização, da mundanização, da midiatização, da profanação, do relativismo ético etc. Esses processos de envenenamento gradual vão transformando a igreja cristã numa igreja sem a presença de Jesus, como a igreja em Laodicéia, a cujo pastor o próprio Senhor, do lado de fora, diz: “Eis que estou à porta e bato” (Ap 3.20). Preocupamo-nos mais com a vigilância teológica e menos com a vigilância ética, quando deveríamos nos preocupar com ambas porque uma completa e fortalece a outra.
Por vestirem roupa de anjos e não de demônios não é muito fácil sobreviver a esses processos danosos e destruidores.
Se o nudismo pode ser considerado uma característica de pureza, inocência ou santidade, então os anjos viviam no céu pelados, e só então se vestiram depois da queda de Adão e Eva?! Ou será que eles vivem lá pelados e só se vestem antes de qualquer aparição para nós?! Quando Jesus retornou para o céu, será que Ele deixou de usar roupas?!
Não estamos discutindo o nudismo evangélico sob perspectivas sociológicas, psicológicas ou culturais. Fomos chamados para vivermos e difundirmos uma sociedade de contraste, ou seja, uma contra-cultura a esta sociedade cultural vigente, que é corrupta, leviana e pagã.
O cristianismo evangélico tem buscado se adequar aos padrões estabelecidos por este mundo marginalizado pelo diabo. Se nós lideres, não tomarmos providencias urgente, entraremos no mesmo ciclo de apostasia no qual entrou a católica romana em séculos passados.
Sabemos que a vinda de cristo está próxima, mas enquanto isso, devemos estar sem posição de verdadeiros cristãos que fazem apologia a santidade de forma verdadeira e bíblica. Devemos viver como verdadeiros cristãos apologétas e, antes de qualquer coisa, termos conhecimento sagrado necessário para respondermos corretamente acerca de questionamentos sobre a nossa fé.
Não se pode mais voltar ao Éden porque o coração do homem não é mais o mesmo e nunca, até a volta de Jesus, será.

Márcio Melânia

0 comentários: on "Naturismo Cristão: Pureza espiritual?"