13 de junho de 2009

Adultério: pecado sem perdão?

Como faço para entender que quando estava em adultério não tinha o entendimento na doutrina da CCB. Hoje, não posso ter liberdade será que tenho perdao?

Márcia Cristina


Querida irmã em Cristo,


Os homens em suas loucuras estabelecem critérios de disciplina que não têm base bíblica alguma.
Há muita confusão sobre o pecado que Jesus disse que não pode ser perdoado nem nesse mundo nem no mundo futuro. Algumas pessoas pensam que o pecado imperdoável é o homicídio porque o Antigo Testamento apresenta sanções muito fortes contra o homicídio é diz que se uma pessoa comete homicídio ainda que ela se arrependa deve ser executada. Outros acreditam que é o adultério, porque o adultério viola a união entre duas pessoas. Por mais graves que esses pecados possam ser, não creiam que eles caibam na descrição porque vemos que o rei Davi, por exemplo, que era culpado de ambos, adultério e homicídio, foi perdoado.
Creio que Jesus é claro. Ele o identifica. Ele diz que o pecado é a blasfêmia contra o Espírito Santo. O que significa isso?
Antes de mais nada, vamos entender que blasfêmia é um pecado que só pode ser feito com palavras. É um pecado que você comete com a sua boca ou com a sua pena - é um pecado verbal. Tem a ver com o dizer algo contra o Espírito Santo. Você se lembra que os líderes religiosos - os clé­rigos, fariseus e saduceus eram os que se mostravam constantemente hostis contra Jesus e tramavam uma conspiração para apanhá-lo. Eles planejaram matar Jesus e estavam sempre o atacando e o acusando disso e daquilo. Numa ocasião, eles disseram que Jesus expulsava Satanás pelo poder de Satanás. É quase como se Jesus dissesse: “Parem já, rapazes. Tenho sido paciente com vocês, tenho sido tolerante, tenho sido longânime, mas agora vocês estão chegando perigosamente perto de fazer uma acusação que os aniquilará agora é para sempre”. Ele disse que qualquer pecado contra o Filho do Homem pode ser perdoado, mas se você blasfemar contra o Espírito Santo (atribuindo a ação do Espírito Santo a Satanás, ou igualando-as), você está perdido. Preste atenção também que quando Jesus está sobre cruz, ele ora por aqueles mesmos homens que o colocaram ali: “Pai, perdoa-lhes” - Por quê? – “porque não sabem o que fazem” . E no dia de Pentecostes, quando Pedro pregou seu tremendo sermão, ele fala sobre aque les que mataram Jesus, dizendo que eles não o teriam feito sé soubessem.
Depois da ressurreição, o Espírito Santo elevou Jesus e o declarou como o Cristo poderoso. Se você ler o livro de Hebreus, verá que a distinção entre blasfemar de Cristo e blasfemar do Espírito Santo desaparece.
Sobre aqueles que cometeram “o pecado para a morte”, a Bíblia nos diz que não somos obrigados a orar por tais pessoas. Devemos orar pelas pesso­ as que estão cometendo qualquer outro pecado, mas se virmos uma pessoa cometendo o pecado para a morte, não somos obrigados a orar por ela. A Bíblia não nos proíbe, mas diz que não somos obrigados a orar por tais pessoas, e creio que isso se aplica a esse pecado.
O que é então, blasfêmia contra o Espírito Santo?


Conforme a popularidade de Jesus crescia, seus inimigos procuravam, desesperadamente, meios para explicar seus maravilhosos poderes. Finalmente, decidiram alegar que ele expulsava demônios pelo poder do próprio Satanás (Mateus 12:22-32; Marcos 3:22-30; Lucas 11:14-23). Jesus respondeu com três argumentos e uma advertência.


Seus argumentos foram os seguintes:


1. Satanás não atacaria a si mesmo, pois ninguém luta contra si mesmo.


2. Se eu expulso demônios por Satanás, como seus filhos os expelem?


3. Para roubar a casa de um homem forte, tem-se primeiro que amarrá-lo. Expulsando demônios, estou amarrando Satanás, de modo que eu possa cumprir minha missão de resgatar àqueles que Satanás mantém cativos.


Sua advertência foi: "Em verdade vos digo que tudo será perdoado aos filhos dos homens: os pecados e as blasfêmias que proferirem. Mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo não tem perdão para sempre, visto que é réu de pecado eterno." (Marcos 3:28-30).


O que é este pecado imperdoável? Muitos trechos ensinam que é possível ir tão longe de Deus que não se pode retornar. Paulo adverte sobre consciências insensíveis (1 Timóteo 4:2). Hebreus fala de corações endurecidos (capítulo 3) e daqueles que não podem ser trazidos de volta ao arrependi-mento (capítulo 6). João fala daqueles cujos pecados levam à morte, uma vez que eles se recusam a se arrependerem e a confessá-los (1 João 5:16-17). O próprio Jesus fala do solo que foi pisoteado e compactado ao ponto em que nenhuma semente pode germinar (Lucas 8:5). Cada passo que damos afastando-nos de Deus aproxima-nos do ponto sem retorno. Podemos perder o poder moral para mudar e voltar ao Senhor.


O problema, naturalmente, não está na vontade de Deus de perdoar o pecador (Lucas 15; 2 Pedro 3:9). Deus alegremente aceita e perdoa a todos que se arrependem. O problema está em que alguns rejeitam cada tentativa de Deus para motivar o arrependi-mento. Depois que Jesus deixou a terra, o Espírito Santo veio para revelar a mensagem final da salvação. Para aqueles que a recusam e se voltam contra o Espírito Santo, Deus não tem nenhum outro plano. Não há outro sacri-fício pelo pecado (Hebreus 10:26-31). Aqueles cujo estado endurecido faz com que recusem o rogo final de Deus, nunca serão perdoados. Esta é a blasfêmia contra o Espírito Santo. Queira Deus conceder-nos corações tenros para prontamente responder à sua palavra.
Então querida irmã, adultério é um pecado como outro qualquer, necessita de perdão, e após o perdão de Deus (O sangue de Jesus Cristo nos purifica de TODO o pecado), não há doutrina humana que diga que você não tem mais perdão. Então descanse no Senhor e procure congregar em uma igreja que lhe dê amor e forças para superar qualquer dificuldade.



2 comentários: on "Adultério: pecado sem perdão?"

Marcia do Rafa disse...

Seguinte a meu entender o Espírito Santo é o Consolador Aquele que convence o homem de seu pecado. A meu ver pecar contra o Espírito Santo é não se arrepender não aceitar a ação do Espírito Santo ou seja não aceitar o perdão de Deus. Resumindo não há pecado sem perdão a não ser que você (individuo) não aceite se arrepender ou a obra redentora de Cristo

Marcia do Rafa disse...

Eu acredito que pecar contra o Espirito Santo é não acietar o Consolo que provêm d´Ele. O Espirito Santo é quem convence o homem do pecado. Se o homem não aceita esta obra peca contra Ele e não recebe o perdão proveniente da obra redentora de Cristo. Resumindo não há pecado sem perdão a não ser que o homem não queira deixar o Espirito Santo atuar em sua vida.