5 de junho de 2009

Católicos, espíritas e judeus

Prezado Marcio Melania, Cristo o abençoe.

Eu fui católico até os 22 anos de idade, até que me converti e batizei-me na 2a. Igreja Batista de Madureira, em 26 de agosto de 1984. Minha mãe era espírita e batizou-se comigo. Cristo era judeu e amava seu povo. Eu sei que um pensamento ecumênico não é cristão, pois só há um único Deus, mas não consigo esquecer os católicos, os espíritas e os judeus... É muita gente que está perdida nesse meu Brasil!
A escola primária deveria ter um ensino religioso cristão, para poder atingir essa gente, que está sem luz espiritual, aí no mundo. Vamos abraçar essas almas para Cristo, e que elas possam expressar: "Do nascimento do sol até ao ocaso, louvado seja o nome do SENHOR". Salmo 113:3 -

Hélio Pinheiro de Oliveira.
Madureira, bairro da zona norte da cidade do Rio de Janeiro.





Paz e Graça, amado irmão Hélio.
Que o Senhor nosso Deus se revele cada vez mais profundamente à sua vida.
Querido irmão, que bom que esse seu desejo de sair e evangelizar esteja em sua vida. Isto demonstra que o irmão verdadeiramente nasceu de novo e quer produzir frutos para o Reino de Deus.
Isto, de fato, é salutar na vida do cristão.
Realmente temos muita gente perdida não somente no Brasil, como no mundo inteiro. Necessitando de salvação. É o que o apostolo Paulo prega aos Romanos:
"Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam.Porque todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: SENHOR, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Romanos 10).
Não acredito que na escola se deva ensinar a Palavra, pois teríamos que ter professores cristãos compromissados com Ela, vivendo a Palavra, e sobretudo nascidos de novo, para que de fato houvessem resultados significativos.
Os Estados Unidos da América, têm desde que nação independente, o ensino da Palavra nas escolas e não vemos efeitos positivos em sua realidade.
Acredito que cada um de nós é de fato um "servo" que pode e deve ser usado para a Glória exclusiva do Pai e devemos estar desejosos, como você, para fazer esta obra. A responsabilidade é nossa.
Vá meu irmão e cumpra o que o Senhor tem colocado em seu coração.
Deus o abençõe e a sua família também.

Márcio Melânia

0 comentários: on "Católicos, espíritas e judeus"